Conexão TV Web

MENU

Conexão News / Mundo

'Geleira do Juízo Final’ está derretendo mais rápido do que previsto, revela estudo.

Apesar do alerta, não se sabe ao certo com que rapidez esse movimento pode fazer com que a Thwaites derreta.

Publicidade
'Geleira do Juízo Final’ está derretendo mais rápido do que previsto, revela estudo.

Imagens

A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Thwaites, uma enorme geleira da Antártica, que pode elevar o nível do mar em até um metro, está sob maior risco de derretimento do que se pensava.


A Thwaites, é conhecida como a "Geleira do Juízo Final" pelo risco ao Mundo que representa seu derretimento. A descoberta não é um alerta apenas sobre ela, mas sobre toda a camada de gelo, que pode fazer subir o nível do mar.


A pesquisa foi feita por um grupo com especialistas de universidades dos Estados Unidos e do Canadá com o apoio da Agência Espacial Norte Americana (Nasa). Eles usaram imagens de satélite, ou seja, feitas a partir do espaço, para monitorar a geleira e a descoberta foi que ela estava se movimentando, empurrada pela água quente do oceano.


A geleira está presa ao fundo do oceano. No entanto, as marés mais intensas estão conseguindo levantá-la e, com isso, a água quente do oceano consegue invadir sua base por até 6 quilômetros de distância.


Com a água quente em contato com a base, isso faz com que ela fique mais vulnerável ao derretimento. Ou seja, agindo como um componente adicional a outras mudanças, como a de temperatura da Terra, por exemplo.


Apesar do alerta, não se sabe ao certo com que rapidez esse movimento pode fazer com que a Thwaites derreta.


O estudo foi publicado nesta segunda-feira (20) no jornal científico "Proceedings of the National Academy of Sciences" e a expectativa dos pesquisadores é de que isso ajude nas previsões sobre o futuro dos oceanos.


A Thwaites é o glaciar mais largo do mundo e tem aproximadamente o tamanho da Flórida. É também o glaciar mais vulnerável e instável da Antártica, em grande parte porque a terra onde se situa se inclina para baixo, permitindo que as águas oceânicas corroam o seu gelo.

Créditos (Imagem de capa): Plataforma de gelo Thwaites - Alexandra Mazur / University of Gothenburg

Comentários:

Publicidade

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!